Pesquisar este blog

sábado, 25 de junho de 2011

Vamos falar de bem estar?

O que é bem estar para você?

Eu ando obcecada com esse assunto dentro da minha vida! Aliás é um assunto que sempre me chamou atenção, mas acho que nunca dei tanta atenção quanto agora. A Oprah Winfrey fez uma série de programas de despedida, ela fez o último programa sem convidados, só ela falando diretamente ao público sobre o que aprendeu nos 25 anos de programa. Vocês viram no GNT? Eu não sou facilmente impressionável mas o que ela falou realmente mexeu comigo, tanto que gravei o programa e não consigo mais desgravar.

Ela falou, entre várias outras coisas, sobre sermos nós mesmos e estarmos no lugar onde deveríamos estar, e como a gente tem que valorizar isso.

A frase dela foi essa:

“Todos os dias em que passei aqui, tive a certeza de que era exatamente onde eu deveria estar.”

Hmmm... pensei.

Não porque não estou no lugar onde devo estar e sim porque estou me sentindo cada vez mais em paz comigo mesma, onde deveria estar, como eu deveria ser.

Se você está chegando agora no blog e não leu os posts de uns 2 meses atrás, eu te conto: eu fiz uma cirurgia plástica há uns 2 meses e meio. Mas, deixa eu te contar um pouco antes disso.

Quando da virada do ano eu fiz algumas promessas para mim mesma, e alguns planos, como todo mundo. Achei que em 2011 eu ia começar a me movimentar para casar, tem um filho... Chegamos ao meio do ano e eu nem imaginava que aconteceriam as coisas que já aconteceram! Todos os meus planos foram por água abaixo! E que bom! Minha vida sempre foi assim, fora da ordem natural, fora de linha, tudo meio embaralhado! Quando mais nova chegava a sofrer muito por isso, pois minhas amigas todas namoraram na hora certa, se formaram na hora certa, casaram na hora certa, tiveram filhos na hora certa. E eu não.

Aprendi a dirigir só com 27 anos.
Comecei faculdade aos 31, me formei aos 34!
Tive meu primeiro namorado sério somente com 29 anos – nunca tinha namorado sério antes.

Hoje com 35 anos vejo que não fui feita para seguir um ritmo linear de vida. Não é que eu procure ser assim, simplesmente Deus quis assim. E eu aceito. Hoje eu aceito, e acho fantástico! Algumas coisas são muito demoradas para mim, mas vejam vocês, acontecem da forma mais maravilhosa possível. Aquele namorado virou noivo, a faculdade aproveitei muito melhor, e eu dirijo muito! RS

Mas o que isso tem a ver com o tal bem estar? Tem tudo a ver. Porque eu acho que bem estar de verdade é você sentir que está no lugar que deveria estar, fazendo o que deveria fazer, sendo quem você é de forma plena e tranqüila.

Não amigas, não pensem que eu sou um poço de tranqüilidade e auto-conhecimento! Há! Quem dera! Mas quando estava me preparando para a tal cirurgia me vi analisando se deveria mesmo operar ou esperar a gravidez, tão desejada por mim. Como tudo na minha vida a decisão de operar foi feita em sei lá, uma semana.

Eu fiz uma redução de estômago em 2002, perdi mais de 50 quilos no total, mas uns 5, 6 anos depois voltei a engordar. As elucubrações acerca desse assunto ficam para outro post (senão já viu, né?) , mas o fato é que eu comecei a me sentir mal novamente. Sem aquela auto-estima pela qual lutei tanto (porque, vejam, tem gente que acha que fazer redução de estômago é uma saída fácil, que é só operar e pronto, você fica magra e é muito fácil manter o corpo etc e tal, mas não. Foi a coisa mais difícil que fiz até hoje e acho que muita gente não agüentaria a pressão dessa cirurgia). Meu noivo dizia para mim que eu deveria fazer logo a plástica na barriga e seios, que isso me ajudaria a recuperar meu bem estar. Eu fugia disso, alegava que era melhor ter o bebê antes e operar depois. Nossa, afirmava isso com a maior das convicções. Até reencontrar minha amiga (de redução de estômago também) Lu Coelho que fez justamente o contrário, ela operou e depois teve um bebê. E estava linda, ótima, gatona, super saudável e feliz. Ela e sua felicidade foram um tapa na cara da minha covardia. Valeu, Lu!

Fui, fiz, venci.

Hoje eu vejo que foi a decisão acertada, e que meu filho (ou filha) agora vai ter uma mãe mais feliz, com mais coisas pra ensinar. Meus pais tem uma filha mais tranqüila, meu noivo tem um novo mulherão, meus amigos tem uma Cata mais sorridente e disposta.

Cheguei numa fase da vida em que vejo que nada vale a pena se seu bem estar não estiver bem cuidado, guardado como se fosse uma jóia muito valiosa e única. Você não está sendo egoísta quando diz “hoje não dá, não estou a fim disso”. Você não está sendo relapsa quando falta ao trabalho para cuidar da sua saúde. Cuide de quem você é, do que quer, seus desejos, seus sonhos. Às vezes são bem mais fáceis de executar do que a gente pensa.

Não se contente em apenas sobreviver, não deixe a vida te levar. É muito melhor viver!

E vocês, o que tem feito pelo seu bem estar? Já pensaram nisso? Me contem!

Beijinhos!

13 comentários:

Márcia (www.sutiadeorelha.blogspot.com) disse...

Cata, que post lindo!!!! Amei!

Catarina disse...

Que bom! Bom jorrar o coração!

Jornal da Lulu Teen - By Luíza disse...

conheci seu blog agora e adorei tudo!!!!
bjnssss ♥ ♥ ♥
Luíza
http://jornaldaluluteen.blogspot.com

Lu Coelho - disse...

cara, vc escreve MUITO ! o tapa na cara foi a melhor parte! sei exatamente como vc se sentiu, pois foi assim q eu me senti quando min ha vizinha de 60 anos operou e passou a cirurgia na minha cara - eu q era redondamento contra a gastroplastia, achava que "não era pra mim" - quase tive um troço, pois a ficha caiu e eu pensei: "caraca, quanto tempo perdidoooo...se ela pode, eu tb posso!"...E foi aí q tudo isso começou...

Lu Coelho - disse...

iiiiih, amiga, eu vou aprender a dirigir só depois dos 40!! abaaaafaaaa!!!!!

Any Brasil disse...

adorie seu blog, amei o nome, super dvertido. tô segundo, espero vc no meu blog
trendluxo.blogspot.com

Alessandra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alessandra disse...

Olá!Hoje passei para avisar sobre os 2 sorteios que estão acontecendo lá no blog!Passa lá!!
http://www.eutenhopressaemuitacoisameinteressa.blogspot.com/
Abração

manu disse...

lindo o post. :*

Camille disse...

que lindo esse post! inspirador! tb só fiz mta coisa dps da idade que as pessoas normalmente as fazem. e as que fiz precoce demais nao valeu a pena!
amei seu post!
bjs

Lidi ® disse...

Nossa, muito liiiindo este post!!!
O tipo de leitura que inspira, sabe?! Eu ia lendo e pensando em como EU tenho feito as coisas,e o que devo tentar melhorar!
Me identifiquei muito com o fato das coisas terem acontecido mais tarde para vc, acho que comigo tbm é assim.
Só tenho uma certeza por enquanto, o primeiro passo já tomei há tempos: Fazer o que me faz bem, conviver com quem me faz bem, e "largar o emprego" que não me fazia bem!!!
Adoreeei tua história, e desejo muuuitas coisas boas mais em tua vida!!!

Bjokaaa e ótima semana!

http://seguindotendencias.blogspot.com

Mariana disse...

Li e adorei Cata!!! bjosss

Esther disse...

nossa, que post incrivel!!!!sinceramente, to sem palavras....bjxxxxxxxx